F-22 Raptor

O F-22 Raptor, é uma aeronave fabricada nos Estados Unidos da América, um caça-bombardeiro de supremacia aérea, um avião stealth, supercruising equipado com SIGINT. Equipado com uma metralhadora M61A2 20mm e com dois mísseis AIM-9 como arma secundária. O F-22, pode ter armas principais configuradas de dois diferentes modos, adaptado para combate ar-ar, ele pode utilizar seis AIM-120 AMRAAMs, ou ainda, em uma caçada ar-terra, duas bombas de 1000-libras GBU-32 JDAMs e dois mísseis AIM-120. Ele é bem sucedido em ambas configurações.

Motorização

Dois Pratt & Whitney F119-PW-100(na foto) turbofan com pós-combustão e dois bocais thrust vectoring direcionais.

Histórico

O YF-22, o projeto da Lockheed Origem Em 1981, a Força Aérea dos Estados Unidos da América (USAF), desenvolveu uma exigência de um novo caça de superioridade aérea, o Advanced Tactical Fighter (ATF), para substituir o F-15 Eagle. ATF foi um programa de demonstração e validação realizadas pela USAF para desenvolver a próxima geração de caças de superioridade aérea para combater as ameaças emergentes em todo o mundo, incluindo o desenvolvimento e proliferação da era soviética, com Sukhoi Su-27. Era previsto que a ATF iria incorporar tecnologias emergentes, incluindo ligas avançadas e materiais compostos avançados, e sistema fly-by-wire para controlo de voo, sistemas de propulsão de energia e tecnologia de invisibilidade, stealth. A solicitação foi lançada em julho de 1986, e duas equipes do contratante, a Lockheed / Boeing / General Dynamics e Northrop / McDonnell Douglas foram selecionados em outubro de 1986 para realizar uma demonstração dentro de 50 meses, culminando no teste de vôo de dois protótipos, o YF-22 e o YF-23, respectivamente. Durante o processo de desenvolvimento na década de 1980, o crescimento esperado do ATF o peso de decolagem e crescente custo expulsou muitos recursos. IRST foi rebaixado de multi-cor a cor única, em seguida, eliminado (embora o sistema infravermelho/ultravioleta de alerta de mísseis funcionaria como um sistema IRST em uma atualização de software futuro),a exigência de assento ejetável foi rebaixada de modo a não ser capaz de cobrir o “envelope de vôo” (termo para uma série de fatores que podem interferir no vôo) por completo, que viria a resultar em uma fatalidade durante os testes de vôo. Em 23 de abril de 1991, a Força Aérea dos E.U.A. encerrou o projeto e a concorrência vôo de teste com o anúncio da Lockheed YF-22 como o vencedor.

Iniciando a produção

O primeiro F-22 operacional sendo pintado na Lockheed Martin, Georgia O YF-22 foi modificado para a produção de F-22. As diferenças entre o YF-22 e F-22 incluem a relocalização do cockpit, as mudanças estruturais, e muitas outras pequenas alterações. A produção de F-22 modelo foi apresentado em 9 de abril de 1997, na Lockheed Geórgia Co., Marietta, na Geórgia. Ele voou pela primeira vez em 7 de setembro de 1997. A primeira produção de F-22 foi entregue à Base Aérea de Nellis, em Nevada, em 14 de janeiro de 2003 e “Dedicated Initial Operational Test and Evaluation” começou em 27 de Outubro de 2003. Em 2004, 51 Raptors haviam sido entregues. Em 2006, a equipe do Raptor de desenvolvimento, composto por Lockheed Martin e mais de 1.000 outras empresas, além da Força Aérea dos Estados Unidos da América (USAF), ganhou o Troféu Collier, prêmio de maior prestígio da aviação dos E.U.A. Em 2006, a USAF pretendia adquirir 381 F-22s para ser dividido entre os sete esquadrões de combate ativo e três caças integrar-se-iam ao esquadrões de caça da Air Force Reserve Command and Air National Guard.

Contratos

Originalmente a ideia e de que a USAF compra-se 750 aeronaves, mas com os altos custos, o pentágono mudou o plano para apenas 183 unidades. Em 31 de julho de 2007, a Lockheed Martin recebeu um contrato de vários anos para 60 F-22 no valor total de 7,3 bilhões de dólares.

Características

O F-22 Raptor é um caça de quinta geração. Seu motor dual com capacidade de pós-combustão o Pratt & Whitney F119-PW-100 turbofan. Sua pressão máxima é cerca de 35.000 lbf (156 kN) por motor. A velocidade máxima, sem armas externas, é estimada em Mach 1,82 em modo supercruise, como demonstrado pelo general John P. Jumper, o ex-Chief of Staff da Força Aérea dos Estados Unidos da América (USAF), quando sua Raptor ultrapassado Mach 1,7, sem pós-combustão, em 13 de janeiro de 2005.  Com pós-combustão, de acordo a Lockheed Martin, ele pode ter velocidade superior a Mach 2,0 (1.317 km / h, 2,120 kmh) e o Raptor ainda pode exceder os limites de velocidade, principalmente em baixas altitudes.

“F-22 é a única aeronave que combina velocidade de supercruzeiro, super-agilidade, stealth e fusão de sensores em uma única plataforma de ar dominante.” – Lockheed Martin em Lockheed Martin Recognized For Excellence In F-22 Raptor Sustainment

Custos

159.9 milhões de dólares, esse é o custo por unidade, de um Raptor. O preço de venda estimado pelo Government Accountability Office dos E.U.A é de 361 milhões de dólares, estando embutindo o preço dos custos com a pesquisa. O custo do projeto chega a 62 bilhões de dólares.

Divisão do trabalho

Lockheed Martin Aeronautics Company em Fort Worth, Texas

Desenvolve e constrói a mid-fuselage e o armamento;

Fornece o INEWS, CNI, o sistema a gestão de providencia e o sistema de navegação inercial;

Desenvolve o sistema de suporte.

Lockheed Martin Aeronautics Company em Marietta, Georgia

Supervisiona o todo o sistema integrado de armas.Desenvolve e constrói a forward fuselage, incluindo a cabine;

os estabilizadores verticais;

asas e borda de ataque da cauda, flaps, flaperons e o trem de pouso.

Desenvolve a spearheading avionics architecture ( arquitetura aviônica de ponta, sistema de protocolos de navegação, por exemplo), assim como os mostradores, controles e o sistema de dados e abertura Reunião final e vôo de teste da aeronave.

Boeing em Seattle, Washington

Constrói as asas, a aft fusalage, as estruturas para instalação do motor, bocais e unidade de força auxiliar;

Operar o Avionics System Integration Laboratory e o 757 Avionics Flying Laboratory;

Desenvolve o sistema da treinamento;

Pratt & Whitney, East Hartford, Connecticut

Constrói os motores.

Citação

A mais dinâmica, versátil e revolucionária aeronave da história da aviação militar — Dr. James G. Roche, Secretário da Força Aérea dos E.U.A.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s